SENTIR


Gosto de gente que sorri com os olhos, mas prefiro os de sorriso fácil, daqueles bem rasgados!
Sem problemas em deixar a alegria ser coadjuvante vez ou outra! Desconfio é de gente feliz o tempo todo...
Mesmo acreditando que a cada desânimo é necessário se reinventar!  Mandar a tristeza embora e deixar a felicidade tomar seu devido lugar.
Gosto de ‘amores bossa nova’, mas não dispenso paixões ‘rock’n roll’!
Paixões que me levam à Lua, e amores que me trazem de volta ao chão. 
Gosto de gente que me tira o ar. E daqueles que me devolvem o vocabulário quando ele insiste em me largar!
Gente que faz de minhas emoções, retalhos! E mais ainda dos que as, minimamente, reorganizam!
Gosto daqueles que tornam as dores menos densas. E, principalmente, dos que levam conforto aos desencantos.
Gosto mesmo é de quem me provoca sensações e mais ainda dos que não julgam minhas ações!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - O segundo sexo

Feminismo, por Ayn Rand

Viagens literárias: Mergulho no mar