Postagens

II Encontro de Fãs Harry Potter (De Cara Nova)

Imagem
Olá, pessoas! Tudo certinho? Então... faz um tempo que a gente não aparece por aqui, não é mesmo? Espero que agora possamos nos ver com mais frequência!  Hoje vamos falar um pouquinho do último evento do #palavrasaovento.  Rolou no dia 05 de Agosto, às 14:00 na Cia do Livro Valença. 
Em uma super parceria com a livraria, o #clpv reuniu dezenas de fãs da saga Harry Potter para trocarmos ideias, brincarmos e sermos pottermaníacos juntos! Ficou tudo lindo e muito divertido! Fiquem com as fotos! Ano que vem tem mais!  ;)









Coletivo Ulysses CLPV (Dia 01)

Imagem
Boa noite, amorecos!
Hoje nós começamos um novo desafio do CLPV. Alguns membros vão estudar a obra Ulysses de James Joyce.
Segue nosso roteiro:

Os links da tese de doutorado do tradutor Caetano Galindo, você encontra Aqui!

Dividiremos com vocês nossos sinceros sentimentos literários nesse desafio e contamos com todos para nos darem força para não desanimarmos.
Será um ano inteiro encarando essa leitura tão importante para a literatura mundial.
Vem com a gente, sem medo!
;)



Atravessando

Imagem

Viagens literárias: Mergulho no mar

Imagem
Era frio, então decidi que era um bom dia pra mergulhar. Dessa vez escolhi uma praia mais distante, uma que eu nunca havia estado antes. Também não mergulhei como de costume, por temer a água muito fria, imergi num submarino, o nº1.
Quanto mais eu ia penetrando naquela imensidão, mais ia relaxando... Entrei em cavernas subaquáticas, vi cardumes de tubarões, chacoalhei em correntes marinhas, estacionei em um braço de corais que lembrava um dragão. De dentro do submarino avistei pelo reflexo, Poseidon com seu tridente, cavalgando num cavalo marinho, ou talvez fosse numa sereia. Passei aquela tarde toda na companhia de criaturas exóticas, míticas e bonitas. Eram tantas cores, que perdi a noção do tempo... Meus olhos ficaram exaustos e senti que era hora de voltar. Já na superfície, antes de sair do mar, resolvi experimentar a água e não estava fria como eu havia imaginado, estava escaldante. Então me deixei molhar um pouco. Quando me vi de volta em casa, fechei o livro à minha frente, coloqu…

Onde está a poesia?

Imagem
ONDE ESTÁ A POESIA?

Procuro-a num olhar, numa esquina, ao raiar do dia até o pôr do sol. Ando a procurar pela poesia, parece ela ter fugido de mim, ou, em mais um capricho seu, brincando de esconde-esconde só para me lembrar que dentro do apesar de tudo cabe ainda um espírito infantil. Ela insiste comigo, tento ser clássica, mas ela me quer subversiva; tento fingir que nem penso nela, mas aí vem ela, de repente, e se exibe pra mim dizendo que não adianta eu fugir, pois em tudo ela está. Basta eu treinar mais um pouco meus olhos e descansá-los no acontecer dos fatos e no deslizar das palavras que constroem, destroem, reconstroem o mundo.