Músicas para aquecer a sexta-feira


Pra esquentar essa sexta, dica de três músicas nacionais super hot! Começando com a romântica Cavalgada do Roberto Carlos, em seguida a sensual Luxuria da Isabella Taviani e por último a polêmica e provocante Eu comi a Madonna da Ana Carolina. Esse é só um gostinho, porque o cenário musical Brasileiro tá cheio de músicas inspiradas e calientes, O Chico tem umas que eu amo! Tem pra todos os gostos...  Só não tem pra quem perde tempo fazendo pose e deixa o bom da vida passar! 



Cavalgada
Compositor: Roberto/Erasmo Carlos
Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida

Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque

Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço

Sem me importar se nesse instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino

Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer

E na grandeza desse instante
O amor cavalga sem saber
Que na beleza dessa hora
O sol espera pra nascer

Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham na manhã
Depois do nosso adormecer



Luxúria
Isabella Taviani
Dobro os joelhos
Quando você me pega, me amassa, me quebra,
Me usa demais
Perco as rédeas
Quando você demora, devora, implora sempre por mais
Eu sou navalha cortando na carne
Eu sou a boca que a língua invade
Sou o desejo maldito e bendito, profano e covarde
Desfaça assim de mim
Que eu gosto e desgosto, me dobro,
Nem lhe cobro rapaz
Ordene e não peça
Muito me interessa a sua potência, seu calibre e seu gás
Sou o encaixe, o lacre violado
E tantas pernas por todos os lados
Eu sou o preço cobrado e bem pago
Eu sou um pecado capital
Eu quero é derrapar nas curvas do seu corpo
Surpreender seus movimentos
Virar o jogo
Quero beber o que dele escorre pela pele
E nunca mais esfriar minha febre




Eu Comi a Madonna
Compositor: Ana Carolina, Mano Melo/Antônio Villeroy e Alvin L.
Me esquenta com o vapor da boca e a fenda mela.
Imprensando minha coxa na coxa que é dela
Dobra os joelhos e implora o meu líquido
Me quer,me quer,me quer,e quer ver meu nervo rígido

É dessas mulheres pra comer com 10 talheres
De quatro, lado, frente, verso, embaixo, em pé
Roer, revirar, retorcer, lambuzar e deixar o seu corpo
tremendo, gemendo

Ela tava demais o peito nu com 5 ou 6 colares
Me fez levitar em meio aos 7 mares e me pediu que lhe
batesse, lhe arrombasse, lhe chamasse de cafona,
marafona, bandidona
Fui eu quem bebi, comi a Madonna

Chegou com mais três amigas, cinta-liga, perna dura,
Dorso quente, toda língua e me encoxou, me apertou, me
Provocou e perguntou:
Quem é tua dona?
Quem é tua dona?
eh eh


Fui eu quem bebi, comi a Madonna









Comentários

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - O segundo sexo

Feminismo, por Ayn Rand

Viagens literárias: Mergulho no mar