Questão de opinião - Todo livro vale a pena ser lido?

Olá, tudo bem com vocês?

Hoje trago uma proposta nova... Não vou dividir mais um de meus devaneios com vocês, e sim, um pensamento que vem rondando minha cabeça nos últimos tempos.
Eu venho passando por uma maré de livros ruins. Li várias obras fracas, consecutivamente. E isso me levou a pensar em várias questões. Todas encabeçadas pela premissa de:

"Todo livro vale a pena ser lido?"


Já ouvi diferentes opiniões. Pessoas que acreditam que sim, pois tudo é conhecimento adquirido. Pessoas que acreditam que sim, pois qualquer livro, por pior que seja, lhe acrescentará em algo... E por aí vai!

Pois bem, eu acho que não. Nem todo livro vale a pena. E, quer me deixar com MUITA RAIVA é quando perco meu tempo com alguma leitura ruim.

E por ruim, entenda: livros mal escritos, com narrativas mal elaboradas, preguiçosas, confusas... e uma infinidade de outras características que, por incrível que pareça, estão cada dia mais fáceis de serem encontradas por aí!

Aí alguém daí vai me dizer: "Mas você só vai saber se o livro é bom ou não, lendo."

E eu vou te responder: "Eu não preciso colocar a mão no fogo pra saber que queima."

A vida é muito curta, os livros da minha lista de "quero/preciso ler" não param de crescer, e perder tempo com uma leitura ruim definitivamente não está em meus planos. Daí o motivo da raiva quando isso acontece. E, lamentavelmente, tem acontecido muito.

Sendo leitora voraz há alguns anos, já consigo perceber logo nas primeiras páginas quando devo ou não dispensar meu tempo com determinada leitura. Não tratando-se de algum desafio literário que me disponho a participar, ou alguma "obrigação" qualquer, facilmente dispenso a leitura. Também há sempre determinado autor que já conhecemos o suficiente pra saber que não nos agrada a escrita. Pra que insistir lendo outras obras?

E ainda é possível nos pautarmos na opinião daqueles em que confiamos e nos identificamos.

Enfim... Há um Universo literário infinito aí fora e, num futuro que se aproxima a passos largos, o que ficará: aquele livro que nos arrancou um sorriso numa página ou outra, ou aqueles que mudaram algo dentro de nós, nos reconstruíram e despertaram pra uma realidade inteiramente nova e, de fato, significativa?





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - O segundo sexo

Feminismo, por Ayn Rand

A Noviça Rebelde