Sentimentos Literários: Com Outros Olhos (Thati Machado)

Sinopse: A vida perfeita de aparências da jovem Lana se desfaz como pó depois de um trágico acidente com seu então namorado Lucas. Destinada a ultrapassar todos os obstáculos que a vida lhe impõe, Lana ingressa na Companhia Raoul de Teatro - com a ajuda de seu irmão - sem que saibam das suas limitações. Seus companheiros de trabalho parecem não facilitar a vida da moça, principalmente Arthur, que interpreta seu par romântico na peça. Ironia do destino ou não, Lana vai descobrir que uma vida sem luz ainda pode lhe oferecer tudo que uma garota sempre sonhou. E que as aparências... Sempre enganam.




É uma história curta, mas muito bonita. Não é o tamanho que define se é boa ou não, são os ensinamentos que passa, e com certeza, essa deixa muito o que pensar e aprender.

Lana no passado foi uma garota que só pensava em aparência, não tinha uma vida com grandes valores e se "aproveitava" por ser bonita. Mas, um trágico acidente de carro tirou sua visão, fez seu mundo desmoronar e aprender na marra que nem sempre quem diz que te ama, estará mesmo com você nos piores momentos.

Um ano depois de a sua vida mudar completamente, ela decide fazer alguma coisa por si indo atrás de seu sonho que é ser atriz. Para que isso aconteça, Lana se inscreve em uma Companhia de Teatro muito famosa, conseguindo o papel principal, de nada mais, nada menos do que Julieta, uma das personagens mais famosas do mundo, mesmo sendo cega. E detalhe: só o diretor sabia disso.

De início, é muito difícil a convivência com seu Romeu da peça, no caso, Arthur. O escolhido para o papel principal. Ele está inconformado porque Lana foi escolhida. Não, não é preconceito. Como disse antes, ele não sabe da condição de Lana. O problema é – e só sabemos disso depois – que ele sempre foi apaixonado por ela, mas sua amada nunca o enxergou.

Por conta disso, o início deles não é muito fácil, mas ao descobrir a cegueira da sua colega de peça, ele começa a percebê-la de outra maneira e os dois vãos convivendo mais e se apaixonando, que é o que nós, leitores, queremos mesmo, torcemos para isso, ficamos ansiosos para que eles se descubram apaixonados.

O que Lana não consegue entender é o que de diferente e inovador tem em Arthur para ser escolhido Romeu, já que o diretor os escolheu justamente por serem "diferentes" do que o público espera. Não vou contar isso para vocês. Quero que leiam o livro e descubram sozinhos. Posso só adiantar que é uma das cenas mais bonitas e comoventes do livro.

Com Outros Olhos nos faz perceber que a gente tem que perceber e amar o outro pelo o que ele é, pelo o que ele passa, pelo o que ele vive, pelo o que ele faz pelo mundo e não por aparências. As coisas podem mudar e tirar da gente essa superioridade da beleza, mas nunca tiram de nós valores firmes e caráter.

Fiquei muito feliz com essa leitura. Só queria que tivesse sido mais desenvolvida, tivessem mais cenas para a gente curtir mais o casal principal. Fora isso, tem ensinamentos necessários no mundo de hoje e que todos nós precisamos refletir.



 E só para terminar, queria dizer que a autora é uma fofa! Além de ter que ler seu livro, vocês precisam conhecer a simpatia em pessoa que é Thati Machado. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha - O segundo sexo

Feminismo, por Ayn Rand

Viagens literárias: Mergulho no mar